Pravda.ru

CPLP » Angola

Angola: Complementariedade entre o português e as línguas nacionais

25.11.2007
 
Angola: Complementariedade entre o português e as línguas nacionais

O Director Geral do Instituto de Línguas Nacionais, Vatomene Kukanda, defendeu recentemente em Tóquio que a situação linguística ideal para Angola consubstancia-se na complementaridade entre o português e as línguas nacionais num contexto de respeito das diferenças existentes.

Segundo Vatomene Kukanda que e igualmente professor na Faculdade de Letras e Ciências Humanas da Universidade Agostinho Neto, a utilização das línguas nacionais em Angola deve ser considerada como um meio de integração para reforçar a unidade nacional.

“ Essas línguas podem jogar um papel integrativo para milhares de pessoas que não se reconhecem na língua portuguesa”, argumentou Vatomene Kukanda que veio a capital nipónica a convite da Missão Diplomática angolana no Japão para proferir duas palestras sobre a situação linguística em Angola, sendo a primeira dirigida a estudantes da Universidade de Estudos Estrangeiros de Tóquio e a segunda aos membros da Associação de Amizade “Angola-Japão” .

O linguista assegurou que a obtenção de resultados positivos em torno de todos os esforços desenvolvidos para a promoção das línguas nacionais requer a actualização dos dados sobre as mesmas, a definição de um quadro jurídico claro, a reunião das ferramentas já existentes para uma ampla utilização e a inserção no sistema regular de ensino.

Informou que esta em fase de preparação a “Lei sobre o estatuto das Línguas Nacionais”, que devera consagrar a sua importância, conferir a dignidade que lhes cabe no pais e o seu lugar na política linguística de Angola.

Para Vatomene Kukanda, a ampla utilização das línguas nacionais em Angola só poderá evoluir de forma harmoniosa nas diferentes áreas da vida quotidiana, em geral, e no processo de desenvolvimento, em particular, se as gerações vindouras forem preparadas para o manuseamento e enriquecimento das mesmas.

Garante que a melhor via para atingir os objectivos referenciados e a inserção no sistema regular de ensino.

Todavia, sublinha que antes de utilizar as línguas como veículo de ensino, e importante descreve-las cientificamente, dota-las de instrumentos linguísticos de base e textos de interesse literário e científico.

Fonte: Embaixada da República de Angola


Loading. Please wait...

Fotos popular