Pravda.ru

CPLP » Angola

Trienal de Luanda arte, cultura, história e política contemporânea

13.02.2007
 
Trienal de Luanda arte, cultura, história e política contemporânea

A TRIENAL DE LUANDA – projecto cultural assente na Arte, Cultura, História e Política contemporânea angolana- , aberta a 1 de Dezembro passado, regista neste momento as fases mais importantes da sua trajectória com participações internacionais, das quais se destacam conferências, residências artísticas e ciclos de cinema.

Um dos factos que marca este apogeu da Trienal de Luanda é a presença do artista plástico espanhol, Miquel Barceló, que está em Luanda desde o passado dia 7, a convite da Soso | Lax, empresa produtora da Trienal de Luanda, com o apoio da Oficina Técnica de Cooperación e da embaixada de Espanha, em Angola.

Com Miquel Barceló, um dos mais conceituados artistas contemporâneos, a Trienal de Luanda inaugura terça-feira, 13, às 21H00, um mural elaborado no espaço TACCA (Territórios de Arte e Cultura Contemporânea Africana) , localizado no edifício da União Nacional dos Artistas Plásticos (Unap), em Luanda, fruto das residências artísticas internacionais.

Miguel Barceló é um dos mais importantes artistas espanhóis, natural de Maiorca. Além do mural, será projectado o filme “Paso Doble”, sobre a sua obra –performances com cerâmica - , de autoria de Agustini Torres, exibido o ano passado no Festival d’Avigon.

Sendo um dos artistas conhecedor profundo da Arte Contemporânea Africana, Miguel Barceló vai proferir uma conferência, quarta-feira, 14, às 15 horas, sobre Arte Contemporânea, incluindo o seu percurso artístico e pessoal, bem como do trabalho desenvolvido em Luanda, com entrada livre, a ter lugar no espaço Soso | Correios, situado no edifício central dos Correios de Angola, na Marginal. Por esta razão, solicitamos a divulgação e cobertura jornalística do evento.

Esta conferência, do artista espanhol natural de Felanitx, em Maiorca, e que considera a pintura como uma árvore com muitos ramos, será dirigida essencialmente aos artistas plásticos, jornalistas, críticos, estudantes de arte, organizadores de exposições e a todo público interessado.

Pintor, ceramista e escultor, Barceló tem uma actividade artística fértil e diversificada, na qual se distinguem diferentes fases. No período da sua formação, estudou durante dois anos na Escola de Artes e Ofícios de Palma de Maiorca e depois na Academia de Belas Artes de Barcelona.


Em 1975 regressou a Maiorca, onde participou na criação da revista Neon Suro, aderindo ao grupo conceptualista Taller Lunatic. Rapidamente começou a expor em alguns dos maiores museus do mundo, como o Instituto de Arte Contemporânea de Boston ou o Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, o Centro de Arte Reina Sofia, em Madrid, ou o Centro Georges Pompidou, em Paris. Nos anos oitenta, Barceló viajava pela Europa, América e África. Actualmente vive entre Maiorca, Paris e o Mali.


Loading. Please wait...

Fotos popular