Pravda.ru

CPLP » Angola

Nações Unidas investem 4 milhões de dólares para o combate a malnutrição em Angola

11.06.2010
 
Nações Unidas investem 4 milhões de dólares para o combate a malnutrição em Angola

Luanda, 10 de Junho de 2010 – O Ministro da Saúde, José Van-Dúnem presidiu hoje, na província do Bíe, a cerimónia de apresentação do “Programa Conjunto Crianças, Segurança Alimentar e Nutrição em Angola”, visando aliviar a fome e a subnutrição das crianças. O programa está orçado em quatro milhões de dólares americanos e é apoiado pelas agências das Nações Unidas, através do Fundo para os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Devido a situação de pobreza que afecta a maioria da população angolana, 1 2 milhões dos 19,7 milhões de habitantes que constituem a população angolana encontram-se vulneráveis a crises alimentares, sendo que 75% destas pessoas são crianças e mulheres em idade reprodutiva .

Durante a apresentação do “Programa Conjunto Crianças, Segurança Alimentar e Nutrição em Angola” , a Representante Adjunta do UNICEF, Amélia Russo de Sã disse que, “ao apoiar esta iniciativa, as Nações Unidas pretendem contribuir na erradicação da fome e na redução da mortalidade infantil”.

“Vamos contribuir para aliviar a fome das populações angolanas e prevenir a malnutrição nas crianças”, fez saber Russo de Sã.

Cerca de 8,2% das crianças angolanas de 6-59 meses apresentam uma malnutrição aguda e 29,2% apresentam uma malnutrição crónica, causada pela inadequada dieta alimentar, doenças infecciosas ou a combinação das duas causas. De acordo com dados do Inquérito Nutricional Nacional, realizado em 2007.

Para combater este fenómeno, o “Programa Conjunto Crianças, Segurança Alimentar e Nutrição em Angola” vai reforçar os serviços de apoio a sobrevivência da criança nas comunidades, criando condições para o acesso mínimo a serviços de saúde e nutrição.

Por outro lado, o programa vai oferecer assistência específica para o fortalecimento da segurança alimentar dos agregados familiares; criar Escolas de Campo para capacitar os camponeses, ensinando-os as técnicas agrícolas convencionais, com vista a diversificar a produção; promover a utilização de produtos locais na merenda escolar e a educação nutricional com ênfase na transformação de produtos locais.

Este programa vai cobrir numa primeira fase, três municípios em trés províncias, respectivamente Cunene, Moxico e Bié, para a posterior, alargar a outras localidades.

As províncias supracitadas estão entre as mais críticas do país, sendo que o Cunene foi atingido em 2007 por secas e, em 2008 e 2009 por cheias. O Moxico apresenta um estado nutricional crítico dos menores de cinco anos (8,4% marasmo de acordo com o Inquérito Nutricional), enquanto a província do Bié mostra números de insegurança alimentar moderada e grave que vão de 87% a 94% do total da população.

Com a execução do “Programa Conjunto Crianças, Segurança Alimentar e Nutrição em Angola”, vai-se intensificar nas três províncias mencionadas, a identificação e tratamento activo da malnutrição patente, para alcançarem pelo menos, 12.000 mil crianças gravemente malnutridas e prestar-se o apoio essencial ao aumento de acesso ao pacote essencial de serviços de sobrevivência da criança, à pelo menos, 700.000 mil membros da população.

Para a execução do referido programa, o UNICEF apoia financeiramente o Governo com 1,937,855 milhão, a FAO com 803,784 mil, a IOM com 579,451, a OMS com 441,910 mil e o PNUD com 237,000 mil, perfazendo 4 milhões de dólares americanos.

UNICEF Angola


Loading. Please wait...

Fotos popular