Pravda.ru

CPLP » Angola

Angola: Escuteiros reforçam acções de apoio à Saúde Pública

07.04.2007
 
Angola: Escuteiros reforçam acções de apoio à Saúde Pública

LUANDA, 06 de Abril de 2007 – Rui Pinto de Andrade, chefe nacional da Associação de Escuteiros de Angola e Angela Kearney, representante do UNICEF, assinaram ontem à tarde em Luanda um acordo de cooperação na área da mobilização social para ajudar os esforços das administrações municipais e agentes de saúde em prol da higiene e saneamento do meio e do tratamento da água, no âmbito da implementação das estratégias dos Ministérios da Saúde e da Energia e Águas neste sector .

Rui Andrade foi peremptório em afirmar que a associação que representa tem já uma longa tradição de parcerias na área da saúde Pública, no que diz respeito à prevenção da pólio e outras campanhas. “Nós temos o número de associados que corresponde às exigências que nos foram postas, para ajudarmos a reduzir os focos de doença no país,” ressaltou o chefe nacional dos Escuteiros.

“O UNICEF estará sempre disponível para este tipo de parcerias em que as crianças, as jovens e os jovens têm a oportunidade de participar na solução dos problemas que os afectam e às suas comunidades,” afirmou Angela Kearney, representante do UNICEF. “Nós contamos com os escuteiros nesta luta,” concluiu Kearney.

Como parte das comemorações do Centenário do Escutismo que decorre este ano, a 36ª Conferência Mundial do Movimento Escutista decidiu que cada Associação Nacional faça uma “oferta de Paz” ao seu país. Essa oferta deverá consistir na implementação de um projecto de impacto social e/ou ambiental de reconhecida relevância para o bem-estar das comunidades.

Em consequência disso, a Junta Central da Associação de Escuteiros de Angola decidiu fazer da sua participação na Mobilização Social para a Campanha de Redução da Mortalidade Infantil, a sua oferta de paz para Angola.

O objectivo é constituir parte da rede nacional de activistas/mobilizadores comunitários, através de visitas casa a casa, distribuindo solução-mãe de hipoclorito de cálcio e o kit família (incluindo sabão, jerrican, balde e material informativo) , sensibilizando as famílias e participando em reuniões comunitárias, e promoção de palestras em locais de ajuntamento público.

O trabalho dos escuteiros visa também aumentar o nível de conhecimento das populações em matéria de práticas de higiene pessoal e ambiental combate às doenças diarreicas agudas (DDAs) com particular ênfase à cólera

O acordo assinado prevê a participação de cerca de 3 mil escuteiros na distribuição da solução-mãe de hipoclorito de cálcio para purificação da água, jerricans, baldes e materiais de informação para cerca de 245 mil famílias nas 5 províncias mais afectadas pela cólera, nomeadamente Luanda, Cabinda, Malanje, Benguela e Huambo.

A Associação de Escuteiros de Angola, iniciou o seu trabalho de mobilização social, no ano de 1993. Os primeiros passos da cooperação na área de vacinação, foram dados em Benguela e Lubango, em 1995, durante o programa do Sarampo Plus, atingindo o seu ponto alto de 2002 a 2005, no âmbito do Programa de Erradicação da Poliomielite em Angola.

Estas experiências e as outras que se seguiram até à data mostram que os jovens escuteiros, pela sua motivação natural, espírito de disciplina e elevação espiritual, são comunicadores ideais para transmitir mensagens de reforço das competências familiares, para além das suas excelentes condições físicas permitir-lhes suportar as dificuldades que o activismo normalmente impõe.

Fonte: UNICEF Angola


Loading. Please wait...

Fotos popular