Pravda.ru

Negόcios

Tecno Têxtil e Seritex 2010

30.04.2010
 
Pages: 12
Tecno Têxtil e Seritex 2010

Uma das quatro feiras têxteis organizadas pelo Grupo FCEM de Porto Alegre está jogando a bola-ao-alto á partir da Terça 4 de maio no decorrer de quatro dias no Centro de Convenções de Goiânia. Completam a artilharia FCEM, Febratex 2010 (a maior feira de maquinaria têxtil da América Latina) em agosto próximo em Blumenau, Tecno Têxtil São Paulo e Maquintex em Fortaleza, as duas em 2011.

Tendo como referência continental a feira bienal FEBRATEX de Blumenau no Centro de Exposições Vila Germânica (antigo Proeb), o Diretor Presidente da FCEM, Sr. Hélvio Roberto Pompeo Madeira, tem desenvolvido mais três feiras do segmento nos outros pólos têxteis do Brasil tentando que o sucesso ímpar do ícone blumenauense seja xerocado no país inteiro. Fica claro, ele acabou conseguindo o tal sucesso por incrível que pareça desde as primeiras edições dos três eventos por várias razões.

Encontrar o par nesse negocio das parcerias é extremamente importante sendo que a FCEM confirmou mais uma aliança com a Diretora da feira EMITEX e da revista Mundo Textil de Buenos Aires, Sra. Andrea Lippi que vai visitar Febratex 2010, divulgando-a no decorrer da feira portenha que acontece quase em paralelo com a Tecno Têxtil – Seritex de Goiânia no início de maio.

Quanto tem a ver com parcerias, repete-se uma outra fundamental pois atinge a grandíssima maioria dos contatos dos países da Cordilheira dos Andes e da América Central que nem sempre descem até as feiras do Brasil e da Argentina, como pólos de feiras seja quais forem os segmentos. Trata-se da Feira TECNO TEXTIL PERU, que acontece no Centro de Convenções do Jockey Plaza perto do requintado bairro «La Molina» de Lima. Nesse caso a aliança foi confirmada com o senhor Adrián Gechelín, Gerente Comercial do evento a senhora Luisa A. Mesones, Gerente General.

Uma outra parceria ótima que continua acontecendo faz algumas edições ocorre com a revista argentina MULTISERVICIOS, sob a chefia do Diretor Jorge Cristina, que nesta oportunidade, vai divulgar Tecno Têxtil – Seritex 2010 e Febratex 2010 no estande que possui na feira EMITEX de Buenos Aires nos próximos dias, colocando um espaço do estande próprio ao dispor dos banners da FCEM e as feiras que organiza no segmento têxtil.

Sempre na vanguarda no continente, o Diretor de Marketing da FCEM, Hélvio Roberto Pompeo Madeira Júnior, tem organizado o Brasil Fashion Designers em paralelo com o próprio evento, cativando desse jeito ao resto do pessoal envolvido no ambiente, encerrando o circuito têxtil e dando-lhe oportunidades aos novos criadores do Estado de Goiás que completam a rede produtiva do setor. A final do concurso está prevista para acontecer o primeiro dia da feira – quatro de maio -, no Teatro Rio Vermelho. Aliás, abre as portas mais uma ilha dentro da própria feira, com a Expo Laundry, acompanhando as tendências dos maiores eventos têxteis do mundo.

Após o grande sucesso da primeira versão da Tecno Têxtil e Seritex, a FCEM – Feiras, Congressos e Empreendimentos – empresa gaúcha com mais de dezesseis anos no ramo das feiras, leva de volta a Goiânia as feiras que já estão fazendo história no Centro Oeste Brasileiro.

As maiores empresas nacionais e estrangeiras já têm encontro marcado no quarto pólo têxtil do Brasil, com acima de 200 marcas apresentando tendências, novidades tecnológicas e gerando negócios para toda a cadeia.

Tentando continuar dando-lhe brilho a cada dia mais ao evento, aposta-se em um novo segmento: TECELAGEM, reunindo tecidos, malharia, cama, mesa e banho, beneficiamento e publicações específicas desta que é uma das principais áreas da indústria têxtil brasileira.

Como vem acontecendo nos últimos eventos têxteis organizados pela FCEM, a ABTT (Associação Brasileira de Técnicos Têxteis), organizam-se palestras e painéis focados nas novas tecnologias, novos conhecimentos e as últimas novidades na área técnica têxtil. As palestras vão ser gratuitas ocorrendo em paralelo á feira.

O setor têxtil e de confecção nacional, que compreende mais de 30 mil empresas e gera 1,65 milhão de empregos em toda a sua extensa cadeia, que inclui fios, fibras, tecelagens e confecções.

O Brasil está na lista dos dez principais mercados mundiais da indústria têxtil, bem como entre os maiores parques fabris do planeta; é o segundo principal fornecedor de índigo e o terceiro de malha, está entre os cinco principais países produtores de confecção e é hoje um dos oito grandes mercados de fios, filamentos e tecidos.

O setor têxtil é responsável por uma produção, entre fibras e multifilamentos artificiais e sintéticos, superior a 380 mil toneladas/ano, que representam cerca de 40% do consumo industrial do país. Deste total, cerca de 10% foram utilizados para exportação. Esta produção resulta em um faturamento anual de US$ 1,06 bilhão e gera empregos diretos para cerca de 9.000 pessoas.

Desde o final da década de 1960 são produzidas no Brasil, praticamente, todos os tipos de fibras sintéticas (poliamida, poliéster, acrílico, elastoméricas e olefínicas) com nível de qualidade, para uma considerável parcela dessas fibras, comparável ás disponíveis no mercado internacional, o que também, atualmente, vem acontecendo com os seus preços.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular