Pravda.ru

Negόcios

Sorteio: Copa do Mundo no Brasil vai custar R$ 14 milhões

24.07.2013
 
Sorteio: Copa do Mundo no Brasil vai custar R$ 14 milhões. 18579.jpeg

Palco do sorteio da Copa do Mundo de 2014 no Brasil vai custar R$ 14 milhões

SALVADOR/BRASIL - O maior fundo de pensão do Brasil, o Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil), vai gastar R$ 14 milhões para construir o palco do sorteio dos grupos da Copa de 2014, marcado para 6 de dezembro, na Bahia, Nordeste do Brasil.

Por ANTONIO CARLOS LACERDA

PRAVDA.RU

Encerrada a Copa das Confederações, trata-se do próximo evento da FIFA no Brasil, com uma audiência estimada em 2 bilhões de pessoas no mundo pela entidade. Será o momento em que as 32 seleções classificadas conhecerão seus adversários e caminhos até a final, no Rio.

Escolhido em março, o complexo hoteleiro da Costa do Sauipe, a 76 km de Salvador, vai receber o sorteio na chamada Arena Sauipe. O investimento é da Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil), única acionista do resort.

A ideia é aproveitar a oportunidade para contar com um espaço permanente de eventos no local, situado no município de Mata de São João, litoral norte baiano e também sede de vilas turísticas como Praia do Forte e Imbassaí.

 

Há quatro meses, uma estrutura provisória que vinha sendo erguida para abrigar um encontro regional de gerentes do Bradesco desabou, matando um operário e deixando outros 49 feridos.

 

"É a primeira vez que a FIFA faz um evento dessa magnitude numa área como a nossa, que não é pública. Nossa responsabilidade é muito grande", diz Guilherme Martini, diretor-presidente da Costa do Sauipe. Procurada, a Previ não se manifestou sobre o assunto.

 

A arena tem inauguração prevista para 24 de agosto, a tempo de promover testes. Haverá um salão principal de 2.400 metros quadrados, com capacidade para 3.500 pessoas sentadas ou 6.000 em pé, em shows. As obras têm sido executadas pela mineira Flex Engenharia.

 

Por causa do sorteio, os cinco hotéis e as cinco pousadas de Sauipe já recebem decorações temáticas sob o título "O hexa começa aqui", referência à busca da seleção pelo sexto título mundial.

 

A Folha apurou que a escolha da Bahia é uma espécie de compensação a pedidos negados ao governo Jaques Wagner (PT) para ficar com o jogo de abertura ou de um jogo com o time tendo sido o primeiro do seu grupo.

Idealizado pela construtora Odebrecht, no início da década de 1990, o complexo foi aberto em 2000 e passou por uma reformulação no modelo de negócio em 2010, com a saída das redes estrangeiras Sofitel, Marriott e SuperClubs e Pestana da operação.

 

Desde então, todos os seus 1.564 quartos são administrados de maneira 100% nacional pela Sauipe S/A, que é controlada pela Previ.

 

ANTONIO CARLOS LACERDA e Correspondente Internacional do PRAVDA.RU

 


Loading. Please wait...

Fotos popular