Pravda.ru

Negόcios

Produção da Pecuária Municipal: Crise de bovinos

23.11.2009
 
Pages: 12
Produção da Pecuária Municipal: Crise de bovinos

Base: Ano de 2008– Fonte IBGE

Cresce efetivo de bovinos após dois anos de redução do rebanho

O efetivo de bovinos no ano de 2008 foi de 202,287 milhões cabeças, primeiro resultado positivo depois de dois anos sucessivos de redução do rebanho (2006 e 2007) e quatro de redução do seu ritmo de crescimento (2004 a 2007). Comparando-se os anos de 2008 e 2007 houve crescimento de 1,3% do efetivo nacional. A Região Centro-Oeste detém 34,1% desse efetivo, sendo o Mato Grosso o principal estado produtor. Corumbá (MS) é o município que tem o maior efetivo de bovinos do país, seguido por São Félix do Xingu (PA) e Ribas do Rio Pardo (MS).

Ao comparar os dados da PPM 2008 com os de 2007, observa-se queda do efetivo no Sudeste (-2,0%), com a redução mais significativa observada em São Paulo (-5,1%). As demais regiões apresentaram aumento do efetivo: Norte (3,3%), Nordeste (0,5%), Sul (4,0%) e Centro-Oeste (1,2%). Destaques para os aumentos observados nos efetivos de Santa Catarina (10,8%) e no Pará (5,8%). Na outra ponta houve a redução do rebanho no Distrito Federal (-21,3%). Esses são alguns dos destaques da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) 2008, cujos principais resultados são detalhados a seguir.

Em 2008, de acordo com a Pesquisa Trimestral do Abate de Animais, 28,691 milhões de animais foram abatidos, com registro de queda de 6,6% com relação ao obtido em 2007. Já a pesquisa Trimestral do Couro registrou uma aquisição de peças inteiras do produto em torno de 36,378 milhões (IBGE). Isto faz do Brasil o 2º maior abatedor de bovinos do mundo, atrás somente da China, tendo superado a produção dos Estados Unidos (USDA).

No âmbito externo, a comercialização de carne bovina reduziu no ano 20,5% sobre o volume registrado em 2007 (Secex, 2008). Em faturamento, por outro lado, houve aumento de 14,9% no período em comparação, em razão da elevação do preço médio de negociação de U$2.711 para U$3.917. A crise econômica internacional trouxe a redução ou interrupção de compras externas por parte de alguns países.A redução do ritmo de exportações trouxe, no Brasil, a queda do preço do produto final posto a sua mesa.

Efetivo de galinhas aumenta 5,1% e Rio de Janeiro registra maior variação entre 2007 e 2008

Em 31/12/2008, a PPM registrou que o efetivo de galinhas apurado teve aumento de 5,1%, comparativamente a 2007. Todas as regiões geográficas tiveram aumento do efetivo com relação a 2007, com destaque para o Sudeste (6,4%), seguido pelo Nordeste (5,5%), Sul (4,3%) e Centro-Oeste (4,4%).

No Sudeste, foram registradas variações significativas no Rio de Janeiro (16,1%), Espírito Santo (10,4%) e em São Paulo, o principal estado em alojamento, cujo aumento foi de 7,8%. Em Pernambuco, registrou-se aumento de 25,3% no efetivo. O Distrito Federal teve a queda mais significativa, de 26,0%. Os principais municípios em alojamento de galinhas são Bastos (SP), Santa Maria de Jetibá (ES) e Itanhandu (MG).

O efetivo de galos, frangas, frangos e pintos teve aumento de 6,9% comparativamente ao registrado em 2007. Todas as regiões geográficas apresentaram crescimento do efetivo em 2008, embora os maiores aumentos tenham sido registrados no Centro-Oeste (14,3%) e no Sudeste (7,8%).

No Centro-Oeste, o Mato Grosso teve aumento de quase 50,0%, em função da instalação de novas unidades de produção de frangos integradas à indústria de abate local, em expansão de suas atividades. Os municípios de destaque no alojamento de frango são Nova Mutum (MT), Brasília (DF) e Rio Verde (GO).

Os dados da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais indicam que, no acumulado do ano de 2008, foram abatidas 4,875 bilhões de unidades de frango, aumento de 11,5% sobre o ano de 2007. O Brasil ocupa a 3ª posição na produção de carne de frangos, atrás dos Estados Unidos e China (USDA).

As vendas externas de carne de frango aumentaram no ano de 2008 cerca de 8,7% sobre o total alcançado em 2007. O Brasil é o grande exportador mundial de carne de frango, segundo os dados do USDA, superando os Estados Unidos e a União Européia.

Abate de suínos foi de 28,803 milhões de cabeças e aumento fica em 5,1% com relação a 2007

O efetivo de suínos existente em 31/12/2008 reunia 36,819 milhões de cabeças (PPM). O efetivo de porcas criadeiras teve aumento de 1,6% comparativamente ao ano de 2007, enquanto que o de outros porcos e porcas aumentou em 2,5%. Os municípios em que ocorreram os maiores aumentos de número de porcas criadeiras foram Rio Verde (GO), Uberlândia (MG) e Concórdia (SC).

O abate de suínos no ano de 2008 foi de 28,803 milhões de cabeças, aumento de 5,1% com relação ao ano de 2007, segundo a Pesquisa Trimestral do Abate de Animais (IBGE). No abate de suínos, o Brasil ocupa a 5ª posição, ficando atrás da China, União Européia, Estados Unidos e da Rússia (USDA). No acumulado do ano de 2008, as vendas externas de carne suína caíram 15,3% comparativamente a 2007.

Em 2008, efetivo de codornas aumenta 18,3% com destaque para a Região Sudeste

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular