Pravda.ru

Negόcios

Fiorde projeta crescer 10% em 2011

23.03.2011
 

Empresa evolui 15% em 2010 e aposta em novos investimentos na área de tecnologia da informação e atendimento ao cliente

SÃO PAULO -- O presidente da Fiorde Logística Internacional, Milton Lourenço, projeta um crescimento de 10% para a sua empresa em 2011 e planeja novos investimentos na área de tecnologia da informação e atendimento ao cliente, além de ampliar a frota de veículos apropriados para transporte de alimentos, produtos farmacêuticos e correlatos. Segundo Lourenço, em 2010, a Fiorde cresceu 15% em relação a 2009, aproveitando-se do aquecimento das atividades nos diferentes setores da economia do País. "Tivemos a oportunidade de fechar o ano registrando taxas de crescimento, em razão da ampliação de serviços e da formalização de novos contratos", diz.

             O empresário está otimista com 2011, esperando bons resultados logo no primeiro semestre com a participação da Fiorde na 17ª edição da Feira Internacional de Transportes e Serviços de Comércio Exterior (Intermodal South America 2011), da qual a Fiorde Fairs, divisão da empresa dedicada a feiras, exposições, eventos, certames e projetos nacionais e internacionais, é agente oficial. "O setor de feiras é uma ferramenta imprescindível para fomentar negócios, especialmente num momento como este de pós-crise global em que todos necessitam vender e comprar mais", diz.

            Lourenço reconhece que não pode fazer uma projeção de crescimento maior em razão de problemas conjunturais que fogem ao controle da iniciativa privada. "Os problemas que impedem a evolução a taxas maiores do mercado de logística e comércio exterior são conhecidos e vão desde uma carga de impostos abusiva até deficiências na infraestrutura logística do País", diz, ressaltando que o segmento logístico é uma espécie de termômetro do mercado.  "Se os clientes vendem e compram mais, somos diretamente beneficiados. Para tanto, é preciso que o País seja mais competitivo e o custo logístico caia. Mas isso só vai ocorrer se houver investimentos maciços em infraestrutura", acrescenta.

                O empresário reconhece que, depois de décadas sem planejamento e obras de impacto na área de infraestrutura em rodovias, portos e aeroportos, há hoje um movimento mais favorável, mas observa que os investimentos feitos até agora estão aquém do que o País necessita como condição mínima para suportar o aquecimento econômico. "Estamos investindo menos de 1% do PIB em infraestrutura, o que não permite acompanhar a evolução do comércio exterior, ou seja, precisaríamos investir num ritmo superior ao do crescimento dos negócios, se quisermos ver o Brasil evoluir a uma taxa superior a 5% ao ano", diz.

            Segundo o empresário, a participação pela 15ª vez da Fiorde na Intermodal tem por objetivo não só prospectar negócios como estreitar o seu relacionamento com clientes e parceiros, além de ampliar a visibilidade da marca de sua empresa, hoje uma das mais bem conceituadas na área de comércio exterior. "A Intermodal oferece um ambiente exclusivo de negócios e oportunidades, além de constituir um fórum adequado para o debate dos problemas nacionais que preocupam todos aqueles que atuam no setor", observa.

            Na Intermodal 2011, a Fiorde, em seu estande C-25, fará uma série de apresentações a clientes, parceiros e amigos do SysFiorde, sistema desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia da Informação da empresa, que acaba de ganhar novos módulos e permite o controle de todas as etapas logísticas dos processos aduaneiros. Além disso, mais uma vez, a empresa apresentará o seu amplo programa de serviços para o setor que inclui carga projeto, door to door, Delivered Duty Paid (DDP), Delivered at Terminal (DAT) e Delivered at Place (DAP), assessoria e consultoria aduaneiras, projetos de draw back, laudos técnicos, embarques aéreos e marítimos FCL/LCL, entre outros.

            A Intermodal 2011 contará com a participação de mais de 550 expositores, reunindo no período de 5 a 7 de abril, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, das 13 às 21 horas, numa área de 35 mil metros quadrados, o que há de mais atual em serviços para o setor. Segundo os organizadores, são esperados mais de 43 mil visitantes.

Legenda: Milton Lourenço, presidente da Fiorde Logística Internacional: esperando bons resultados da 15ª participação da empresa na Intermodal South America

Foto (crédito): André Ferreira

 


Loading. Please wait...

Fotos popular