Pravda.ru

Negόcios

Cuba será primeira parada latino-americana do chanceler iraniano

21.08.2016
 
Cuba será primeira parada latino-americana do chanceler iraniano. 24942.jpeg

Cuba será primeira parada latino-americana do chanceler iraniano

Teerã, 19 ago (Prensa Latina) O ministro iraniano de Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, chegará a Cuba no domingo, a primeira escala de uma viagem pela América Latina, que considera de importância especial nos âmbitos político e econômico, confirmaram hoje fontes diplomáticas.

A embaixada de Cuba em Teerã afirmou que Zarif viajará acompanhado de uma ampla delegação integrada por funcionários públicos governamentais e empresários estatais e privados, e manterá conversas com seu homólogo da ilha caribenha, Bruno Rodríguez.

O chanceler persa e seu homólogo cubano revisarão o estado dos vínculos bilaterais em diferentes esferas, informou a nota da delegação diplomática, que também acrescentou sobre a expectativa de que sua agenda inclua encontros com outras altas autoridades do país antilhano.

Além disso, durante sua estadia em Cuba, está previsto que sejam assinados acordos bilaterais, indicou a fonte ao recordar que a viagem do chefe da diplomacia iraniana acontece depois da recente visita a Teerã do vice-presidente do governo cubano Ricardo Cabrisas.

Cabrisas, também ministro de Economia e Planejamento, veio à república islâmica como enviado especial do presidente cubano, Raúl Castro, e foi recebido pelo chefe de Estado iraniano, Hassan Rouhani.

Zarif começará no dia 21 de agosto em Havana a viagem que prevê continuar depois por Nicarágua, Equador, Chile, Bolívia e Venezuela com o objetivo de abrir um novo capítulo nas relações entre Irã e América Latina, e o fará acompanhado de 60 representantes políticos e empresariais.

Sobre a viagem, o vice-ministro iraniano para Assuntos da Europa e América, Majid Takht Ravanchí, afirmou ontem que servirá para ampliar e fortalecer as relações, além de combater a 'Iranofobia' promovida por Israel.

De acordo com Ravanchi, 'certos países e regimes' tentam prejudicar as relações entre a república islâmica e os estados da América Latina.

'Temos visto tais ações também na América Latina e o regime sionista (Israel) fez tentativas com esse objetivo durante muitos anos e continua tentando', explicou.

Acrescentou que outros estados da região se somaram a Tel Aviv e mostraram 'uma imagem errônea do Irã em linha com o complô da Iranofobia', por isso que a visita de Zarif será 'uma oportunidade muito boa para expandir os laços entre América Latina e Teerã em diferentes campos'.

Observou que os fortes laços e seu rápido crescimento com a América Latina despertaram receio dos Estados Unidos e seus aliados ocidentais a partir do momento em que Teerã e esses países 'forjaram uma aliança contra as potências colonialistas e imperialistas'.

Indicou que a república islâmica e o chamado Novo Mundo 'estão lutando duro' para revigorar suas relações com os outros países que buscam uma linha política independente de Washington.

Fonte

 


Loading. Please wait...

Fotos popular