Pravda.ru

Negόcios

Brasil aumenta safra de grãos em 8,5%

18.04.2010
 
Pages: 12
Brasil aumenta safra de grãos em 8,5%

Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – Fonte IBGE - Base: Março de 2010

Em março, IBGE estima safra de grãos 8,5% maior que em 2009

A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deverá atingir uma produção da ordem de 145,2 milhões de toneladas em 2010, superior em 8,5% à obtida em 2009 (133,8 milhões de toneladas).1 É o que aponta a terceira estimativa da safra nacional, relativa a março, que indica pequeno acréscimo em relação à estimativa de fevereiro (0,02%). A área plantada deverá ter acréscimo de 1,5%, em relação ao ano passado, situando-se em 47,9 milhões de hectares. As três principais culturas (arroz, milho e soja), que respondem por 81,6% da área plantada, apresentam variações de -4,9%, -4,0% e 6,4%, respectivamente, em relação a safra de 2009. No que se refere à produção destes três produtos, o milho e a soja registram acréscimos de 3,0% e 18,1%, enquanto o arroz apresenta retração de 9,6%.

A safra esperada para 2010 tem a seguinte distribuição regional: região Sul, 61,1 milhões de toneladas (16,6%); Centro-Oeste, 50,4 milhões de toneladas (3,3%); Sudeste, 16,5 milhões de toneladas (-4,2%); Nordeste, 13,2 milhões de toneladas (13,8%) e Norte, 3,9 milhões de toneladas (3,9%).

O Paraná detém a posição de maior produtor nacional de grãos, superando em 1,3 pontos percentuais o Mato Grosso, que no ano passado ocupou essa posição, já que a safra paranaense foi muito afetada pelas condições climáticas desfavoráveis, como seca no início de 2009, geadas em junho e chuvas excessivas no período final das culturas de inverno. Destaca-se que essas duas Unidades da Federação registram, nesta estimativa, crescimento nas suas participações.

Em março, destaque para seis produtos

No LSPA de março destacam-se as estimativas de produção de seis produtos, em relação a fevereiro: algodão herbáceo em caroço (4,0%), arroz em casca (-4,8%), café em grão (-4,7%), feijão em grão total (-4,3%), milho em grão total (0,4%), soja em grão (0,6%).

Algodão herbácio (em caroço) - A terceira estimativa de algodão herbáceo em caroço para 2010 é da ordem de 3,1 milhões de toneladas, contra 3,0 milhões de toneladas informadas no mês passado, mostrando um acréscimo de 4,0%. Este incremento deve ser creditado, notadamente, ao Mato Grosso, cuja estimativa de área plantada de 403.749 hectares cresceu 8,4% em relação ao mês anterior. Isso ocorreu, principalmente, pelo fato de que nesse Estado, a 2ª safra do produto com 265.834 hectares (plantada em janeiro após o cultivo da soja) suplanta, pela primeira vez, o cultivo da safra de verão com 136.801 hectares plantados até dezembro. São considerados, ainda, 1.114 hectares irrigados do produto. As condições climáticas, até o momento, estão satisfatórias. Ressalta-se que parte do plantio da 2ª safra foi feito de forma adensada, diminuindo os custos de produção, porém com redução de rendimento.

Arroz (em casca) - No que se refere à cultura do arroz, neste terceiro levantamento de 2010, a produção esperada é de 11,4 milhões de toneladas, 4,8% aquém da registrada em fevereiro. Este decréscimo reflete a contabilização das perdas ocorridas na região central do Estado do Rio Grande do Sul, onde o excesso de chuvas além de causar atraso no plantio e perdas de área, determinou retração no rendimento médio esperado. Por outro lado, os plantios realizados mais tardiamente poderão ser prejudicados por baixas temperaturas na floração.

CAFÉ (em grão) - A safra nacional de café em grão, de acordo com o levantamento realizado em março é de 2.654.499 toneladas, ou 44,2 milhões de sacas. Em relação a fevereiro, este número representa um decréscimo de 4,7%. A área total ocupada com a cultura de café apresenta acréscimo em relação ao mês anterior (0,2%), totalizando agora, 2.350.917 hectares. A área destinada à colheita em 2010 é de 2.138.443 hectares, superior à estimativa anterior (0,1%). Os decréscimos apresentados neste mês, em relação a fevereiro, podem ser creditados ao Espírito Santo, que apresenta queda de 18,1% na estimativa de produção e de 18,7% no rendimento esperado, em função das más condições climáticas observadas no sul do Estado, onde é cultivado o café arábica. Nesta região, o chamado “café da montanha” vem sofrendo com longa estiagem, o que explica os decréscimos. Em Minas Gerais, problemas observados em meses anteriores, como altas temperaturas na Zona da Mata e excesso de floradas no Sul do Estado, causaram prejuízos à lavoura cafeeira, embora esteja mantida a perspectiva de “safra cheia” para todo o País.

Feijão (em grão) total - A produção nacional de feijão, considerando as três safras do produto, está avaliada em 3.558.673 toneladas, inferior 4,3% a do levantamento de fevereiro. Essa variação negativa registrada em março é resultado, notadamente, do decréscimo de 7,4% na produção do feijão 1ª safra. A queda nessa safra deve ser creditada, principalmente, ao Nordeste, onde a escassez de chuvas provocou significativas diminuições na produção do Piauí (68,5%), Rio Grande do Norte (16,5%) e Bahia (24,3%) quando comparadas à estimativa anterior.

Milho (em grão) Total - A produção nacional do milho em grão em 2010, para ambas as safras, totaliza 52,6 milhões de toneladas mostrando, em março, uma variação positiva de 0,4% sobre o mês de fevereiro.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular