Pravda.ru

Negόcios

Secretaria de Comércio Exterior eleva meta de exportações de 2008 para US$ 190 bilhões

16.07.2008
 
Secretaria de Comércio Exterior eleva meta de exportações de 2008 para US$ 190 bilhões

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) elevou a meta das exportações brasileiras de 2008 para US$ 190 bilhões, após analisar o desempenho das vendas do País no primeiro semestre e as perspectivas para o segundo. O anúncio foi feito pelo ministro Miguel Jorge, na última quinta-feira (10/7), em Hanói, durante a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Vietnã.

A revisão da meta foi feita pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do MDIC, após estudo do desempenho da balança comercial brasileira nos primeiros seis meses deste ano, quando as exportações somaram US$ 90,645 bilhões, com média diária de US$ 737 milhões, valor que, por esse critério, foi 24,8% maior que o registrado no mesmo período do ano passado: US$ 73,214 bilhões (média diária US$ 590,4 milhões).

Expectativas - Para o secretário de Comércio Exterior do MDIC, Welber Barral, o crescimento das exportações brasileiras em 2008 está acima de todas as expectativas. “No início do ano, quando divulgamos a meta de US$ 180 bilhões para o ano de 2008, recebemos críticas de diversos setores que consideravam o número inalcançável. Agora, com a vultosa cifra exportada até junho, temos certeza que nossas vendas internacionais atingirão os US$ 190 bilhões até 31 de dezembro”, analisou.

O secretário Barral lembra ainda que as exportações brasileiras têm apresentado resultados muito positivos nos últimos anos. “Para se ter uma idéia, em 2002, os embarques brasileiros ao mercado internacional somaram US$ 60,4 bilhões. No ano passado, essa cifra foi de US$ 160,6 bilhões, um incremento de 165,9% em cinco anos. É um crescimento bastante considerável para qualquer economia do mundo”, ressalta.

Em janeiro deste ano, a meta de exportações anunciada foi de US$ 180 bilhões. O MDIC não faz previsões quanto a valores importados pelo Brasil e, conseqüentemente, para o saldo comercial.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República


Loading. Please wait...

Fotos popular