Pravda.ru

Negόcios

Exportações de carne suína em 2008: US$ 1,48 bilhão, recorde histórico

16.01.2009
 
Exportações de carne suína em 2008: US$ 1,48 bilhão, recorde histórico

O ano de 2008 terminou com um resultado histórico para as exportações de carne suína brasileira. O País exportou US$ 1,48 bilhão, um crescimento de 20% em relação a 2007 (US$ 1,23 bilhão). Os preços altos obtidos durante o ano foram responsáveis por esse resultado. Já quanto ao volume, registrou-se uma queda de 77 mil toneladas em relação ao recorde do ano passado. Em 2008, o Brasil exportou 529,41 mil toneladas, ante 606,51 mil t em 2007.

A redução das vendas externas em volume se deve ao bom desempenho do mercado interno, onde houve uma ampliação do consumo em 2008, e à queda das exportações nos dois últimos meses do ano passado. Em dezembro, as exportações brasileiras de carne suína foram de 31,08 mil toneladas, menos da metade das de dezembro de 2007, que totalizaram 63 mil t.

De acordo com Pedro de Camargo Neto, presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (ABIPECS), "a crise financeira global afetou fortemente importantes mercados". As exportações para a Rússia, nosso principal cliente, limitaram-se a 11,85 mil toneladas em dezembro de 2008, ante 36,62 mil t em dezembro de 2007. Em 2008, as vendas para a Rússia somaram 225,79 mil toneladas, num total de US$ 741,52 milhões, uma queda de 18,99% em volume e 11,08% em valor, ante igual período de 2007.

Para Hong Kong, as vendas brasileiras somaram 108,17 mil toneladas em 2008, com receita de US$ 236,06 milhões, crescimento de 1,84% em volume e 39,60% em valor, na comparação com 2007. Em dezembro de 2008, as exportações de carne suína para Hong Kong foram de apenas 8,50 mil toneladas, que representaram US$ 16,12 mil, uma queda de 21,38% em volume e 15,20% em valor.
Mas, para a Ucrânia, terceiro maior mercado brasileiro, as vendas caíram 9,83% em volume e 44,74% em valor, em 2007. O Brasil exportou para a Ucrânia 49,36 mil toneladas no ano passado, que renderam US$ 135,84 milhões. Em dezembro de 2008, as exportações para a Ucrânia foram irrelevantes, 77 toneladas, que corresponderam a US$ 253 mil, uma retração de 95,61% em volume e 93,17% em valor, em relação a dezembro de 2007.

"A crise financeira, com retração do consumo em alguns países, torna ainda mais urgente a necessidade de abertura de novos mercados", afirma o presidente da ABIPECS.

"A reação que precisa existir é trabalhar mais e com mais eficiência na abertura de novos mercados", diz. O ano de 2008 foi, para a entidade, repleto de ações nesse sentido. A ABIPECS acredita na possibilidade de abertura, em 2009, dos mercados da China, dos EUA, da União Européia e mesmo do Japão. A ABIPECS continua acompanhando de perto as pendências que estão nos gabinetes de Brasília e que travam as exportações brasileiras de carne suína para mercados que já vimos trabalhando há bastante tempo.

Apex


Loading. Please wait...

Fotos popular