Pravda.ru

Negόcios

Hezbolá lamenta perda do "amigo leal" dos oprimidos, Hugo Chávez

14.03.2013
 
Hezbolá lamenta perda do

Hezbolá, partido libanês de resistência islâmica, emitiu uma declaração oficial na quarta-feira (6), sobre a morte do presidente venezuelano Hugo Chávez: "O mundo livre, os oprimidos do mundo e nós, diretamente, perdemos amigo e apoiador leal e amado, que dedicou a vida à defesa dos povos oprimidos e perseguidos, firme defensor dos países do Terceiro Mundo e de nossos direitos a progredir e prosperar".

"O Hezbolá e todo o Líbano jamais esqueceremos o apoio que o falecido presidente Chávez ofereceu ao Líbano, quando enfrentamos o inimigo sionista na guerra de julho de 2006. Os povos árabes e islâmicos jamais esqueceremos a firme posição do falecido presidente Chávez na defesa dos direitos do povo palestino e dos direitos da República Islâmica do Irã ao uso pacífico de tecnologia nuclear," continua a declaração.

"O presidente Chávez foi uma fortaleza de defesa contra as políticas imperialistas, sem jamais ceder a sucessivos governos dos EUA ou se deixar submeter às suas pressões, provando que nossos países podem perseverar na trilha da independência e do progresso social, sem depender da custódia dos EUA."

"O Partido da Resistência libanesa manifesta as mais sinceras condolências à família e aos camaradas do falecido grande comandante e a todo o valente povo venezuelano, e posiciona-se ao lado deles, nessa hora triste, de tão grande perda."

"O Hezbolá espera que os camaradas e companheiros do presidente Chávez consigam completar o seu trabalho e o seu legado, na defesa da liberdade, da independência e do bem-estar do povo venezuelano. Que continuem a apoiar os povos oprimidos em todo o mundo. E que não desistam da luta à qual o presidente Chávez dedicou a vida, contra as conspirações dos sionistas e dos EUA," conclui a declaração.

 

Fonte: Al-Manar

 


Loading. Please wait...

Fotos popular