Pravda.ru

Negόcios

Desembolsos do BNDES atingem R$ 66,7 bilhões em 12 meses

13.12.2007
 
Desembolsos do BNDES atingem R$ 66,7 bilhões em 12 meses

Total acumulado entre janeiro e novembro chega a R$ 56,6 bilhões


Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atingiram R$ 66,7 bilhões nos últimos 12 meses encerrados em novembro, representando crescimento de 35% em relação ao mesmo período anterior. As aprovações acompanharam o ritmo de aceleração, somando R$ 89 bilhões - alta de 33% - e mantendo o hiato em relação às liberações observado ao longo do ano.

As consultas para novos financiamentos do BNDES entre dezembro de 2006 e novembro de 2007 foram de R$ 133,1 bilhões (aumento de 30%) e os enquadramentos, de R$ 109,8 bilhões (alta de 20%).

O setor de infra-estrutura continua sendo o principal responsável pela diferença entre o valor dos desembolsos e aprovações. Os projetos da área receberam nos últimos 12 meses R$ 25,7 bilhões, equivalentes a uma expansão de 44%. As aprovações cresceram 75%, totalizando R$ 39 bilhões no período. As maiores demandas vieram das áreas de energia elétrica, com projetos aprovados no valor de R$ 9,8 bilhões (expansão de 112%), e transportes, de R$ 16,7 bilhões (alta de 88%). Para a construção foram aprovados R$ 4 bilhões (alta de 78%).

Os desembolsos para a indústria nos últimos 12 meses encerrados em novembro cresceram 21%, somando R$ 30 bilhões. As aprovações de R$ 37,5 bilhões, representaram alta de 6%, com destaque para a agroindústria (R$ 7,8 bilhões, alta de 140%), setor mecânico (R$ 3,7 bilhões e alta de 102%) e indústria extrativa (R$ 2,2 bilhões, aumento de 740%).

A agropecuária acelerou o ritmo de crescimento observado ao longo do ano, registrando aceleração de 43% nos desembolsos (R$ 4,9 bilhões) e de 21% nas aprovações (R$ 4,9 bilhões).

Resultado anual - Os desembolsos acumulados entre janeiro e novembro deste ano somaram R$ 56,6 bilhões, valor 34,2% superior ao dos mesmos meses do ano passado. As aprovações, de R$ 76,9 bilhões, superaram em 23,6% o montante de igual período de 2006. Os enquadramentos somaram R$ 99,6 bilhões (alta de 16,9%) e as consultas 118 bilhões (alta de 29,8%).

Os setores industrial e de infra-estrutura responderam pela maior parte dos desembolsos do Banco em 2007, no valor de R$ 23,8 bilhões (alta de 13%) e de R$ 23,7 bilhões (alta de 58%), respectivamente. Para a agropecuária foram liberados R$ 4,4 bilhões (aumento de 50,6%) e para o setor de comércio e serviços R$ 4,7 bilhões (88,6% a mais).

No ano, na indústria, os destaques nos desembolsos ficaram por conta da agroindústria (R$ 4,5 bilhões, alta de 39%) e das áreas de metalurgia (R$ 3,2 bilhões, alta de 91,5%) e química e petroquímica (R$ 3,7 bilhões, alta de 91,7%). Em infra-estrutura, os setores de transporte terrestre (R$ 9,8 bilhões, alta de 52%) e energia elétrica (R$ 4,9 bilhões, alta de 78,5%) lideraram as liberações.

Quanto às aprovações, o setor de infra-estrutura superou a indústria em termos de valor de projetos aprovados no ano, totalizando R$ 34,9 bilhões (alta de 74,9%). Para a indústria foram aprovados R$ 31,7 bilhões (queda de 5,9% em relação ao período anterior), mas com crescimento de 69,4% no volume de operações realizadas pelo Banco, que totalizaram 22 mil entre janeiro e novembro de 2007.

Porte - Os desembolsos para as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e para as pessoas físicas atingiram R$ 15,8 bilhões nos últimos 12 meses encerrados em novembro, valor 44% superior ao do mesmo período anterior. Foram realizadas 185,6 mil operações, o que representa um volume 86% maior que o registrado entre dezembro de 2005 a novembro de 2006.

http://www.bndes.gov.br/noticias/2007/not276_07.asp


Loading. Please wait...

Fotos popular