Pravda.ru

Negόcios

Gazprom abre válvulas

13.03.2008
 
Gazprom abre válvulas

O consórcio de gás russo Gazprom e a empresa estatal ucraniana Naftogaz chegaram hoje(13) a um acordo sobre os preços do gás que a Ucrânia irá importar este ano, bem como sobre o novo esquema de fornecimentos.

Segundo o acordo assinado na capital russa, a Gazprom compromete-se a fornecer à Naftogaz, entre Março e Dezembro de 2008, uma quantidade mínima de 49,8 mil milhões de metros cúbicos de gás da Ásia Central, a um preço de 179,5 dólares por cada mil metros cúbicos, com entrega na fronteira russo-ucraniana.

O gás proveniente da Ásia Central que a Ucrânia recebeu nos primeiros dois meses do ano corrente (5,2 mil milhões de metros cúbicos) será pago em conformidade com os contratos anteriormente assinados entre o exportador exclusivo RosUkrEnergo e o importador exclusivo UkrGazEnergo, intermediários que o Governo ucraniano pretende eliminar.

Os fornecimentos do gás russo no mesmo período serão pagos a um preço base de 315 dólares por mil metros cúbicos.

No dia 3, a Gazprom reduziu o fornecimento de gás à Ucrânia devido à falta de pagamentos e de contratos.A medida gerou temores de que o fornecimento de gás aos consumidores europeus fosse prejudicado, pois cerca de 80% das exportações russas do combustível são levadas à Europa Ocidental através de gasodutos que passam pelo território da Ucrânia.

A crise, que ameaçava gerar uma nova "guerra do gás" entre Moscou e Kiev - como a que atingiu o fornecimento a vários países europeus no início de 2006 - foi liquidada dois dias depois, em 5 de março, quando a Gazprom anunciou a suspensão das restrições às remessas à Ucrânia e o reatamento das negociações.


Loading. Please wait...

Fotos popular