Pravda.ru

Negόcios

Do Caos da Violência e drogas à Paz Social – o uso inteligente do BPTUZ e BPUZ

12.01.2010
 
Do Caos da Violência e drogas à Paz Social – o uso inteligente do BPTUZ e BPUZ

A violência crescente e sem fim, direta ou indiretamente, está intimamente ligada ao tráfico e consumo de drogas. A repressão às drogas não só falhou fragorosamente, mas também dá proteção e viabiliza o tráfico de drogas e de armas. Traficantes condenados e presos, continuam a comandar o tráfico de drogas, de armas, seqüestros, assassinatos, mandando derrubar helicópteros da polícia, etc tudo isso de dentro das prisões.

São celebridades com espaço na mídia. Hóspedes de suas excelências os governadores e presidente da república, cuja proteção e segurança é paga com o dinheiro de impostos do contribuinte, que sem segurança, é assaltado e assassinado todos os dias, como aconteceu em São Paulo recentemente.

O cidadão e contribuinte é levado a crer que a violência e drogas são problemas estritamente policiais. Apresentadas como frases de efeito durante as campanhas eleitorais, e postas em prática - o aumento do efetivo policial, a construção de mais presídios estaduais e federais de segurança máxima, as megaoperações para desmantelar rede de tráfico de drogas e a prisão de 1 ou de 300 importantes traficantes, estas medidas são inócuas. Não foram suficientes para impedir que jovem de 23 anos fosse assassinado por 2 menores, ao tentar impedir que a irmã fosse assaltada na porta da própria casa ao chegar do trabalho, muito menos foram de alguma utilidade para impedir que médica fosse assassinada, algumas quadras acima na mesma rua, alguns meses antes, ao tentar impedir que os sobrinhos fossem assaltados também por 2 menores.

Há milhares de mandados de prisão sem serem cumpridos por falta de vagas no sistema prisional. Vultuosos recursos públicos foram gastos em propagandas focando o dependente químico, lembrando-o (como se ele não soubesse) de que o usuário ao consumir drogas é quem sustenta o tráfico de drogas e consequentemente, a violência. Foi gasto uma fortuna para falar do óbvio, enquanto se culpabilizava a vítima. Só esqueceram de avisar como fazer para eliminar a fissura por drogas, para aqueles que quisessem, pudessem colaborar com a campanha anti-drogas. A repressão é só show e caríssimo, um verdadeiro deboche.

A descriminalização do usuário, trouxe a mais completa desmoralização da autoridade policial, e consequentemente do Estado. As crackolandias se espalharam por toda parte. O dependente químico consome as drogas na frente, até dentro de escolas, de universidades, e até mesmo muito próximo às delegacias de polícia, que fingem não ver. Não há o que fazer – consumir drogas não é mais crime. Vivemos o mais absoluto caos. Tanto poder acumulado pelo tráfico de drogas não está nem no traficante ou nas drogas. A raiz do problema da dependência química não é a droga, mas a fissura por drogas.

No entanto, o sistema imunológico desempenha papel central no desencadeamento da dependência química, provocando a fissura, inclusive a síndrome da abstinência aguda (SAA) (1) e principalmente a síndrome da abstinência demorada (SAD), ambas podem ser fatais e levar o indivíduo de volta ao uso de drogas, mesmo que ele não tenha a intenção de fazê-lo (2). A partir da técnica imunológica prática restauradora, a dependência química e suas intercorrências como SAA e SAD, fatores de recaída na dependência são sintomas da tempestade de citoquinas (1). A técnica atual desconhece a causa e o tratamento da dependência química, inclusive a SAA e SAD e da fissura por drogas.

Os compostos, ambos feito deposito de patente, PBTUZ (Psidium sp, Bauhinia sp, talidomida, Uncaria sp, Zingiber sp) e BPUZ (Psidium sp, Bauhinia sp, Uncaria sp, Zingiber sp) são viricidas, antibióticos, analgésico antitérmico, anticonvulsivante, inotrópicos, modulam as citoquinas e revertem suas conseqüências no SNC, como a ansiedade/depressão, não só tratam como previnem a instalação da SAA e da SAD eliminando a fissura por drogas imediata ou tardia (SAD). Todas estas vantagens do uso do BPTUZ e BPUZ, sem toxicidade e sem criar mais dependência química, permite o tratamento domiciliar a todos os dependentes químicos. O uso inteligente do BPTUZ e BPUZ trará a redução acentuadíssima da violência, da guerra urbana e será elemento importante na construção da prosperidade e da paz social.

Dr. Jose Carlos Barbosa Vosgerau

Medico da Saúde da Familia

Residencia em Medicina Preventiva e Social

Mestrado em Medicina – Dermatologia

Rua Cel. Dulcidio, 167

Ponta Grossa – Parana

CEP: 84010-280

Tel.: 42 3225-1292 é mais fácil entre 10:30-12:30 e 16:00 e 22:00 h

osiris@interponta.com.br

1. Vosgerau, 2009. BPTUZ e BPUZ -Tratamento real e efetivo da dependência química http://port.pravda.ru/news/science/28561-1/#

2. Vosgerau, 2009. BPTUZ e BPUZ na Síndrome da Abstinência Demorada -Tratamento real e efetivo da dependência química


Loading. Please wait...

Fotos popular