Pravda.ru

Negόcios

China afirma que protegerá pessoal e interesses na Coreia do Norte

09.04.2013
 
China afirma que protegerá pessoal e interesses na Coreia do Norte. 18075.jpeg

Beijing, (Prensa Latina) China desconsiderou um alerta da Coreia do Norte sobre a impossibilidade de proteger as missões diplomáticas em Pyongyang, ao afirmar que este país velará pelos "legítimos direitos e segurança de seus cidadãos e negócios na RPDC".

Esta posição foi expressada neste domingo (07) nesta capital em um comunicado por escrito do porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Hong Lei. Até onde eu se, diz a nota, a embaixada chinesa na República Popular Democrática de Coreia (RPDC) realiza suas operações normais. O porta-voz sublinhou que a China salvaguardará os direitos legítimos e segurança de seus cidadãos e negócios nesse país vizinho.

Enquanto, de Seul fontes de imprensa indicaram que o anúncio da RPDC de que não poderia proteger as missões diplomáticas arraigadas em Pyongyang a partir de 10 de abril ao que parece não tem tido impacto nas mesmas, já que até o sábado nenhuma se tinha preparado para abandonar a capital.

Os meios sul-coreanos de imprensa consideram que a data não é aleatória porque o 10 de abril poderia ser escolhido pelo governo norte-coreano para realizar outra prova de lançamento de um míssil, com motivo do aniversário cinco dias depois do nascimento de Kim Il-Sung, fundador do país.

As tensões na península coreana subiram de tom nas últimas semanas devido às respostas da RPDC às sanções contrárias pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas e à realização de manobras a grande escala por parte dos Estados Unidos e Coreia do Sul.

O governo de Pyongyang reitera que a responsabilidade destas tensões recaem nos Estados Unidos por promover as sanções contrárias e os ensaios militares, que têm utilizado superbombardeiros B-52 e os B-2 Spirit, que portam bombas nucleares.

 

http://www.iranews.com.br/noticias.php?codnoticia=9691

 


Loading. Please wait...

Fotos popular