Pravda.ru

Negόcios

Catalunha e política florestal portuguesa são temas de debates no TCSB

05.11.2017
 
Catalunha e política florestal portuguesa são temas de debates no TCSB. 27616.jpeg

Catalunha e política florestal portuguesa são temas de debates no TCSB

A situação na Catalunha e a política florestal em Portugal, analisada à luz dos incêndios que assolaram o país nos últimos meses, são os temas dos dois debates que A Escola da Noite acolhe no Bar/Livraria do TCSB na segunda e na quarta-feira desta semana. A programação inclui ainda uma nova edição da oficina "Dança para pais e filhos", de Leonor Barata, ao mesmo tempo que prosseguem os trabalhos de preparação de "Público x Lorca" e se inicia o Laboratório de Rui Catalão, no âmbito do Citemor.

Catalunha: que caminhos?
Joana Mortágua, Jorge Martins e Rui Bebiano são os intervenientes no debate "Catalunha: que caminhos?", organizado pelo Colectivo de Solidariedade Internacionalista e moderado por Mariana Riquito. A iniciativa terá lugar já esta segunda-feira, 6 de Novembro, às 21h30, no Bar/Livraria do Teatro, com entrada livre. Na nota de apresentação do debate, a organização relembra o contexto em que surgiram os últimos acontecimentos, até à Proclamação da Independência feita unilateralmente pelo Parlamento Catalão no passado dia 27 de Outubro. No texto assinado pelo Colectivo de Solidariedade Internacionalista, assume-se: "independentemente das diversas posições que temos face à independência da Catalunha e à forma como tem decorrido o processo independentista, defendemos o seu direito à autodeterminação e condenamos a repressão que se vem abatendo sobre o povo catalão e as suas instituições".

Floresta: problemas e soluções
Na quarta-feira, ao final da tarde (18h30), um conjunto de "activistas e ambientalistas" promove uma discussão em torno da política florestal em Portugal. Relembram: "no seguimento dos incêndios que assolaram o país no último Verão, uma série de problemas antigos voltou à ordem do dia - o (des)ordenamento do território, as escassas medidas de combate à desertificação do interior, o domínio do eucalipto e de outras explorações em regime de monocultura, a falta de meios de prevenção e combate a incêndios, entre outros". É neste contexto que Irina Castro, ecóloga, Maria José Pessoa, membro do grupo ambientalista "Alvorecer Florestal", e Rebeca Moore, activista ambiental, vão fazer as intervenções iniciais de "uma conversa alargada subordinada ao tema 'Floresta: Problemas e Soluções'". A entrada e a participação são livres.

Sábados para a Infância com Leonor Barata
No Sábado, dia 11 de Novembro, pais e filhos voltam a ser convidados a dançar juntos na oficina de Leonor Barata. Naquela que é uma das iniciativas de maior sucesso dos Sábados para a Infância, a bailarina e coreógrafa de Coimbra propõe uma hora de exercícios de movimento para grandes e pequenos. Uns e outros têm aqui a liberdade de sair por uns instantes do "quotidiano vertical" e são convidados a inventar - juntos - "as danças que quiserem". O bilhete custa 10 Euros por "par" (adulto + criança) e a lotação é limitada, pelo que A Escola da Noite aconselha vivamente a inscrição prévia, pelos contactos habituais: 239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt.

Dois processos de criação
Paralelamente, decorrem no Teatro da Cerca de São Bernardo dois processos de criação que em breve resultarão em espectáculos a apresentar ao público. Os actores de "Público x Lorca" - a co-produção internacional que junta actores espanhóis, portugueses e da Costa Rica, sob a direcção de Matilde Javier Ciria - juntam-se a Carolina Santos e a Maxence Thireau (os artistas que há vários dias aqui estão a construir as máscaras e os figurinos) e iniciam os ensaios no palco do TCSB. A estreia está marcada para 16 de Novembro e já é possível comprar ou reservar bilhetes.
Rui Catalão inicia o Laboratório a partir do qual construirá "Assembleia", o espectáculo que será apresentado a 30 de Novembro e 1 de Dezembro, no âmbito do 39º Citemor - Festival de Montemor-o-Velho. Este laboratório é aberto a qualquer pessoa (não requer experiência em artes performativas) e é uma oportunidade rara de formação em contexto de criação artística profissional. Na página do Citemor e no blogue d'A Escola da Noite estão todos os pormenores sobre esta iniciativa, para a qual é ainda possível fazer inscrições.

Coimbra, Teatro da Cerca de São Bernardo

 


Loading. Please wait...

Fotos popular