Pravda.ru

Negόcios

Farmácia no Aeroporto Internacional em Brasília vendia viagra falsificada

05.08.2007
 
Farmácia no Aeroporto Internacional em Brasília vendia viagra falsificada

Uma operação conjunta entre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Polícia Federal, deflagrada hoje apreendeu medicamentos falsificados que eram comercializados em uma farmácia no Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, no Distrito Federal.

De acordo com a Anvisa, uma denúncia feita por um cliente que comprou Viagra e percebeu que o medicamento estava com cor e aspecto diferentes do habitual levou os fiscais ao local, onde foram identificadas falsificações em 55 caixas de dois lotes do medicamento Cialis e quatro caixas de Viagra, ambos utilizados no tratamento de disfunção erétil.

As irregularidades foram constatadas já na embalagem dos produtos. A chamada "raspadinha" não continha a marca dos laboratórios. Além disso, os fiscais da Anvisa apreenderam produtos importados, como analgésicos e suplementos alimentares, com rótulo em inglês, o que contraria a legislação brasileira. A farmácia foi interditada pela Anvisa e o proprietário do estabelecimento foi preso por agentes da Polícia Federal.

Além do crime de comercialização de medicamentos falsificados, que é considerado hediondo contra a saúde pública, a farmácia não apresentou notas fiscais dos produtos nem o cartão do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

"Neste caso, houve dois tipos de irregularidades: infração sanitária e criminal", explica o diretor-presidente interino da Anvisa, Cláudio Maierovitch. "A Agência atua no âmbito da legislação sanitária, que prevê multas e a possibilidade de cassação da autorização de funcionamento do estabelecimento comercial", completa Maierovitch. Para o diretor-presidente interino da Anvisa, a operação deflagrada poucas horas depois da denúncia "é uma demonstração de que a sociedade pode contar com os serviços da Agência".

 Fonte JB Online


Loading. Please wait...

Fotos popular