Pravda.ru

Negόcios

O caso do Bank of New York Mellon e lavagem de dinheiro

03.03.2009
 
O caso do Bank of New York Mellon e lavagem de dinheiro

As autoridades aduaneiras russas estão prontas para apresentar uma ação de $ 22,5 bilhões contra o Bank of New York Mellon, em troca de uma compensação de liquidação de $ 800 milhões.

O Serviço Federal de Alfândega da Rússia em 17 de maio de 2007, apresentou uma ação de indemnização acusando o banco de lavagem de fundos, recebidos de exportações para a Rússia, através de suas contas no final dos anos 1990.

"Para efeitos de resolução do litígio, o Serviço Aduaneiro Federal da Rússia sugere a realização de um encontro de trabalho para discutir a questão de se chegar a um acordo amigável sobre o assunto.

Segundo o Kommersant, citando uma fonte do governo russo, o Serviço Aduaneiro Federal foi obrigada a tomar este passo na insistência de Sergei Sobyanin, vice-primeiro-ministro e chefe de gabinete do governo, referindo que o Primeiro-ministro Vladimir Putin pessoalmente se encarregará do assunto.

"Esta é uma decisão política, lógico, no período da crise financeira global. Além disso, BNY Mellon não têm quaisquer contas no território da Rússia, que podem ser apreendidas caso o Serviço Federal de Alfândega tenha vitória num tribunal," disse a Kommersant uma fonte do governo.

De acordo com o Advogado Steven Marx, sob a lei dos E.U.A, o requerente pode pedir uma indemnização de até três vezes a soma branqueada. Ele disse que a gestão do banco reconheceu o seu envolvimento na lavagem de cerca de US $ 7,5 bilhões.

No início dos anos 2000 vários países acusaram o Banco de Nova York de envolvimento na organização de evasão fiscal e branqueamento de capitais regionais. O banco demitiu vários agentes responsáveis pela transferência do dinheiro russo.

Konstantin KARPOV


Loading. Please wait...

Fotos popular